Tratamento clínico da obesidade

Tratamento clínico da obesidade

Tratamento clínico da obesidade

A Obesidade é considerada hoje a epidemia do novo milênio, trazendo grandes prejuizos a saúde dos brasileiros. Obesidade e Sobrepeso já ultrapassam a cifra de 50% dos brasileiros. Dieta, exercícios físicos e medicações antiobesidade são o tratamento primário, no entanto, podem não trazer resultados satisfatórios para muitos pacientes. Neste contexto, outros tratamentos vem se colocando como alternativa segura e eficaz, como é o caso do Balão Intragástrico(BIG).

O balão intragástrico é uma técnica de tratamento da obesidade que consiste na introdução de um balão inflável de silicone dentro do estômago, sendo realizada uma endoscopia para confirmar a posição do mesmo. Logo após a sua introdução, o balão é inflado com cerca de 500 a 700ml de soro fisiológico, com a finalidade de reduzir a capacidade do estômago e a ingestão de alimentos. O tempo de permanência máxima do balão dentro do estômago é de 6 meses, após este período o balão deve ser removido. A retirada do balão é também realizada através de endoscopia.

O balão intragástrico está indicado para pacientes com sobrepeso ou obesidade leve a moderada que não consigam perda de peso adequada através de alteração dos hábitos alimentares, exercícios físicos e medicações. Vale lembrar que o balão sozinho não resolve o problema da obesidade, este deve estar associado a hábitos alimentares saudáveis e atividade física regular. Uma perda de peso de 15 a 20% é conseguida com um acompanhamento continuo durante os 6 meses de tratamento, através de consultas regulares com Cirurgião, Nutricionista, Psicóloga e Educador Físico. O sucesso na perda de peso depende, além da presença do balao gastrico, do entendimento por parte do paciente de que uma dieta balanceada e a realização de exercícios físicos regulares são medidas fundamentais para a perda de peso. Estas medidas devem ser mantidas após a retirada do balao para que se mantenha o peso a longo prazo.

A colocação do balão é realizada normalmente em regime ambulatorial, o paciente faz o procedimento, passa por um período de algumas horas de recuperação e é liberado para casa. É comum o paciente passar por um período de adaptação. Nas primeiras horas após a colocação do balão gástrico, alguns pacientes apresentam náusea, vômitos e sensação de peso, que podem causar algum desconforto. Todos estes sintomas são minimizados com a prescrição medicamentosa para cada paciente e devem cessar em até 3 dias. Quando é liberado do hospital, o paciente recebe uma cartilha com orientações alimentares e de exercícios físicos, sendo já agendados os retornos com as especialidades da equipe para o devido acompanhamento.

Interessados podem entrar em contato com o Centro Especializado Multiprofissional para Tratamento da Obesidade Mórbida e Metabolismo – CEMTrOM, pelo fone 30573082 em Montenegro ou 36351404 em São Sebastião do Cai.