Balão Intragástrico

Balão Intragástrico

Tratamento da obesidade e sobrepeso com balão intragastrico

O excesso de peso é hoje um problema de saúde que atinge mais da metade da população e perder peso é uma necessidade, mas também, um grande desafio tanto para o paciente, quanto para a equipe que o auxilia. Alimentação equilibrada e realização de atividade física ainda são os meios mais importantes para o tratamento da obesidade. Entretanto, alcançar o peso saudável para muitas pessoas é um processo bastante difícil. Para auxiliar os pacientes nesta luta contra a obesidade, oCentro Especializado Multiprofissional para o Tratamento da Obesidade e Metabolismo – CEMTrOM já utiliza esta modalidade de tratamento, o balão gástrico ajustável, desde 2015 em Montenegro/RS, onde realiza a colocação do balão Spatz (primeira equipe no RS a utilizar o balão ajustável). Agora o CEMTrOM, em parceria com a Clinica Revitalite, oferece este moderno tratamento também para pacientes de Itapema e região. O uso do balão intragástrico está indicado para tratamento de pacientes com sobrepeso ou obesidade que apresentem índice de massa corporal (IMC: peso/alturaXaltura) maior que 27 Kg/m2, ou seja, se o paciente tiver 1,60m de altura e a partir de 70kg, já tem indicação da utilização do balão gástrico para controle do peso.

Da mesma forma que o balão convencional, já utilizado pela equipe há mais de 5 anos, o novo balão Spatz é colocado em regime ambulatorial, através de uma endoscopia. A retirada também é feita da mesma forma, sem necessidade de internação ou cirurgia.

Até pouco tempo, os balões gástricos disponíveis no Brasil tinham um volume fixo, ou seja, não poderiam ser ajustados durante o tratamento e deveriam ser retirados após 6 meses de uso. Nesses dois pontos é que o novo balão intragástrico ajustável Spatz se diferenciou, pois pode ser ajustado durante o tratamento e pode ser utilizado por até um ano. A possibilidade de ajuste é uma característica única e exclusiva do Balão Ajustável Spatz™, o que propicia mais fácil adaptação para o paciente, pois se no início do tratamento o paciente demonstrar intolerância ao balão, o médico poderá diminuir o volume do mesmo, diminuindo assim os sintomas. Da mesma forma, se com o andamento do tratamento, a perda de peso não estiver adequada, o volume do balão pode ser aumentado através de uma endoscopia, melhorando assim a perda de peso.

Até o momento, os balões com volume fixo e duração de 6 meses levavam a uma perda de 15 a 20% do peso inicial, com o novo Balão Ajustável Spatz essa perda pode chegar até 30% do peso. O Dr Cacio Wietzycoski, cirurgião do aparelho digestivo e especialista no tratamento da obesidade, esclarece que, como qualquer outro tratamento para perda de peso, o uso do Balão Ajustável Spatz deve ser associado à modificação dos hábitos alimentares e realização de atividade física, para se atingir os melhores resultados. O acompanhamento com equipe Multidisciplinar também é essencial e indispensável ao longo de todo o tratamento.